Rio de Janeiro: 455 anos de pura beleza

Em homenagem ao aniversário da cidade, selecionamos dez lugares perfeitos para você conhecer as particularidades cariocas.

Rio de Janeiro: 455 anos de pura beleza

O terceiro mês do ano é a cara do Rio de Janeiro. Além ser citado na famosa “Aquele Abraço” de Gilberto Gil, março tem em seu primeiro dia o aniversário da cidade maravilhosa. E qual seria outra forma de homenageá-la que não valorizando as belezas que só ela tem?

Para celebrar os 455 anos do Rio, comemorados no dia 1º de março, selecionamos alguns lugares para vocês viver dez experiências diferentes na capital carioca.

Museu do Amanhã

Desde que foi inaugurado em 2015, o Museu do Amanhã se consagrou como parada obrigatória no Rio. Localizado na zona portuária da Praça Mauá, ele chama atenção já do lado de fora com a sua arquitetura ultramoderna e vista para a Baía de Guanabara. Por dentro, o que se encontra são exposições que abordam temas atuais, como mudanças climáticas e uso de recursos naturais. Bastante interativo e cheio de recursos audiovisuais, é também um ótimo passeio também para quem viaja com as crianças.  

Parque Laje

Localizado em um cenário rodeado por jardins, pelo verde da Mata Atlântica e bem aos pés Corcovado, o Parque Laje exala poesia. Isso porque nele está a Escola de Artes Visuais, instalada em um palacete do século passado com uma linda piscina em frente. O visual é pra lá de romântico. Para completar, ainda há ali trilhas e lagos que aumentam o contato com a natureza.           

Muro da Urca

De frente para a Baía de Guanabara, com vista para o Cristo e para o Pão de Açúcar, a região em torno da famosa mureta da Urca merece a sua visita. Principalmente durante o pôr do sol, quando o local fica ainda mais cheio. Afinal, não há programa mais carioca do que ficar ali, no famoso bar local, petiscando, se deliciando com drinques e contemplando um dos visuais mais especiais da cidade.

Santa Teresa

Situado em uma região mais central e afastada da praia, o colorido bairro de Santa Teresa é um dos mais tradicionais da cidade. A melhor forma de conhecê-lo é subir suas colinas de bondinho e, quando chegar lá, fazer um passeio sem pressa pelas casas estilo colonial e art déco, pelos ateliês e, claro, entrar em um de seus restaurantes e bares.

Lapa

Região que abriga um grande marco arquitetônico carioca, transpira arte e ecoa muita música. Essa é a Lapa, um local encantador de dia ou à noite. Enquanto o sol ainda brilha, a região pede um passeio pelos emblemáticos Arcos da Lapa (antigo aqueduto em estilo romano), por suas feiras de ruas e uma volta de bondinho. Mas quando o céu começa a escurecer, é hora de descobrir a badalada vida noturna que oferece ótimas opções para curtir samba, gafieira, MPB, funk, hip hop, entre outros ritmos.   

Escadaria Selaron

Situada entre a Lapa e Santa Teresa, a escadaria de 215 degraus revitalizada e redecorada nos anos 90 pelo artista plástico chileno Jorge Selarón é tão charmosa que já serviu de cenário para videoclipes de artistas internacionais, como Snoop Dogg e U2. Toda revestida de azulejos coloridos, a obra é também um dos locais mais postados no Instagram por turistas e moradores. Capriche no clique. 

Cristo e corcovado

Claro que essa dupla clássica não poderia estar de fora da nossa lista. Mirante localizado no Parque Nacional da Tijuca, o Corcovado oferece uma vista 360º sem igual na cidade. Mas não é só isso que faz dele o local mais visitado pelos turistas brasileiros e estrangeiros. É lá que o Cristo Redentor recebe seus visitantes de braços abertos a uma altitude de cerca de 700 metros.

Floresta da Tijuca

A magia dessa região não vem apenas do fato dela ser uma das maiores florestas urbanas replantadas no mundo. Em seus cerca de 3 972 hectares de pura Mata Atlântica não faltam cachoeiras, grutas e diferentes espécies de fauna e flora. Entre seus muitos atrativos, a Floresta da Tijuca também oferece uma trilha para chegar ao Cristo Redentor. 

Pedra da Gávea

Situada no alto da Floresta da Tijuca, a Pedra da Gávea ganhou um item só dela aqui na nossa lista porque ela é um hit entre os desbravadores em boas condições físicas. Se você gosta de desafios, vale contratar um guia para te ajudar a subir a trilha de mais ou menos 840 metros de altitude e contemplar o Rio bem do alto. Mas vá preparado e bem cedo: o caminho de ida dura cerca de três horas. Quer um bom motivo para encarar a subida? Dez entre dez pessoas que a fizeram dizem que ela vale cada passo.

Prainha

Sabia que percorrendo a costa do Rio cada vez mais na direção oeste, bem pra lá da Barra, existem algumas paradas bem interessantes? Uma delas é conhecida como Prainha. Com uma faixa de areia de apenas 150 metros, ela é uma das favoritas dos surfistas e, também, de quem quer simplesmente ficar na areia, relaxar e socializar em seus quiosques.

  • dicas de viagem
  • rio
  • rio de janeiro
  • Viajar